Agenda de Shows O Rappa 2018 e Músicas

Abaixo, a equipe do portal Confira Mais oferece para você a Agenda de Shows de O Rappa em 2016, um pouco de sua história e suas principais músicas.

A banda possui uma carreira de grandes sucessos e diversos prêmios. A primeira premiação da qual participaram foi o VMB, em 2000, com o lançamento do disco Lado B Lado A, que foi o grande vencedor daquele ano, em seis categorias.

No último dia 18 de março, O Rappa lançou uma música inédita, “Uma Vida Só”. Confira aqui a nova música “Uma Vida Só” e a letra.

Agenda O Rappa 2018 – Shows e Músicas

Show em Recife – PE | 06 de abril de 2018

O show fará parte do O Rappa no Recife

Show em São Bernardo do Campo – SP | 07 de abril de 2018

Local do show: Estância Alto da Serra
Horário: 21h
Ingressos: ticket360.com.br

Show no Rio de Janeiro – RJ | 13 e 14 de abril de 2018

Local do show: Jeunesse Arena
Horário: 20h
Ingressos: ticket360.com.br

Agenda de Shows de O Rappa

Esta Agenda de Shows ainda não foi atualizada por nossa equipe. Recomendamos que acesse o Site Oficial ou Facebook do artista para obter mais informações.

Os eventos da agenda de shows de O Rappa podem sofrer alterações sem aviso prévio. Recomendamos sempre a confirmação nos canais oficiais: Site Oficial – www.orappa.com.br

Ouvir Músicas de O Rappa - Top 10 Melhores Músicas

Acesse abaixo a Agenda de Shows de O Rappa organizada por data. Clique nos links para acessar a página de divulgação de cada show.

Playlist

Incorporar no seu Site / Blog Crie uma Playlist

Conheça um pouco mais a história de O Rappa:

orappa

Foto: Site Oficial | O Rappa em Recife

A banda foi formada às pressas, para participar de shows junto ao grupo Jamaicano Pappa Winnie, que veio ao Brasil com sua turnê, em 1993.

A união de Marcelo Lobato (teclado), Xandão (guitarra), Nelson Meirelles (baixo) e Marcelo Yuka (bateria) foi tão forte que logo após realizarem os shows, noticiaram no jornal O Globo que estava faltando apenas o vocalista para uma nova banda surgir.

Foi aí que Marcelo Falcão se juntou ao rapazes – permanecendo até hoje – e criaram o mais novo grupo de pop rock brasileiro com a intenção de expressar, através da música, as injustiças sociais do Brasil. Os primeiros nomes da banda, “Cão-careca” e “Bate-macumba”, não agradaram muito ao público, logo, decidiram mudar para algo mais popular: O Rappa, que vem da expressão dos camelôs, acrescentando mais um “p” para diferenciar.

Um ano após essa união, em 1994, foi lançado o primeiro trabalho da banda, “Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro”. 1996 foi o ano da explosão da banda no Brasil, com o disco “Rappa Mundi”, que conta com as músicas mais conhecidas da banda: “Pescador de Ilusões”, “A feira” e “Miséria S.A.”.

Três anos depois, veio o lançamento do “Lado B Lado A”, que reúne algumas das músicas favoritas do público até hoje, entre elas: “Minha Alma”, “O Que Sobrou do Céu” e “Me deixa”. Junto ao disco, vieram os primeiros prêmios da carreira do grupo, vencedor de seis categorias do VMB: Melhor Direção, Edição, Fotografia, Clipe de Rock, Clipe do ano e Escolha da Audiência.

Nesse mesmo ano, o projeto criado com o Afro Reggae, “Na Palma da Mão”, teve uma parte da venda dos discos doado para programas educacionais de jovens carentes.

No ano 2000, a banda passou por um susto. Marcelo Yuka (baterista) foi baleado ao reagir a um assalto e acabou ficando paraplégico, o que o afastou dos palcos para tratamentos médicos. Felizmente, Yuka continuou compondo e trabalhando junto com a banda em projetos paralelos.

O projeto com o primeiro disco ao vivo da banda aconteceu em 2001, trazendo cinco canções inéditas. O disco Instinto Coletivo foi aprovado pelo público e o clipe da música venceu mais duas categorias do VMB em 2002: de Melhor Direção e Direção de Arte.

Após a saída de Yuka, que seguiu carreira solo, a banda se tornou um quarteto e teve mais um disco lançado em 2003. Já em 2005, ficou marcado na história da banda o lançamento do Acústico MTV.

Em 2008, veio o álbum 7 vezes e, em 2009/2010, a gravação do “O Rappa Ao vivo”, no Rio de Janeiro. A banda lançou, em 2013, o álbum Nunca Tem Fim, com canções bastante conhecidas pelo público, entre elas “Boa noite, Xangô”. O último álbum lançado, agora em 2016, foi Acústico Oficina Francisco Brennand.

Informar erro ou desatualização

Não encontrou o que queria ou identificou algum erro?

Comentários

Eventos em Destaque

  • Nacional
  • Rio de Janeiro e Interior do RJ

Parceiros nacionais