Enem – Como se preparar para o exame

Bárbara Valdez - 17/03/2016 Atualizada - 18/03/2016 3h11

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a porta de entrada para conseguir ingressar em universidades públicas e aproveitar diversos programas do governo, como Prouni, Fies, Ciência sem Fronteiras e, em alguns casos, o Pronatec.  As provas devem ser realizadas no fim do ano – ainda sem data definida – e vão abordar matérias das áreas de ciências humanas, exatas e da natureza.

Para muitos estudantes, a ansiedade em garantir uma boa nota, em meio a responsabilidade de dar conta de uma grande quantidade de matérias torna o ano do Enem um dos mais desesperadores. Para tentar mostrar que o exame não é um bicho de sete cabeças e que é possível estudar e ter vida social, nós separamos algumas dicas para facilitar sua vida enquanto estudante.

1 – Defina seu curso universitário

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Isso fará você ter mais clareza de objetivos, tendo uma meta pontual para tirar uma boa nota. Além disso, com o curso – ou os cursos – definido é possível entrar no site das universidades e pesquisar o quadro de pontuação do ano anterior, ver qual área de estudo tem mais peso para o curso e qual foi a média de notas que os alunos já classificados obtiveram.

Essa é uma forma de não estudar aleatoriamente, você vai saber em que matérias precisa se dedicar mais e possivelmente estará mais motivado no percurso se estiver correndo atrás do curso dos seus sonhos.

2 – Planeje seu tempo

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Separe períodos para estudar e para o lazer. Os dois são importantes, só não vale dedicar um tempo maior para a diversão. Quando você se planeja e coloca o que tem de fazer no papel – ou em formato virtual – aquele turbilhão de pensamentos passam a estar estruturados e aquilo que parecia algo sufocante, passa a ter começo, meio e fim.

Nem todo mundo consegue seguir uma lista extremamente organizada, com horários rígidos. Se você conseguir, estabeleça um tempo diário para estudar cada matéria, com hora para começar e terminar. Se preferir algo um pouco mais flexível, defina apenas as matérias diárias e organize um tempo global. Por exemplo se na segunda-feira você for estudar durante 5h, distribua as matérias dentro do período e dedique-se ao que estiver mais disposto a aprender no momento.

3 – Leia bastante

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Essa é uma forma de unir diversão com estudo. Leia os livros de literatura do programa do Enem, mas também leia qualquer outra história que você goste. Esse irá aumentar seu repertório de palavras e te fará ver como organizar ideias. Esses pontos serão essenciais na hora da redação e durante a leitura das questões da prova. Se você já está habituado a ler, ficará menos cansado e terá facilidade de interpretação.

4 – Pratique a escrita

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Nada melhor que colocar em prática tudo que se leu. Escreva redações, trabalhando temáticas atuais e no formato exigido no Enem – um texto dissertativo, com argumentação. Existe um aplicativo, inclusive, no qual é possível enviar seus textos e ter um feedback avaliativo dado por um professor. O nome é Imaginie, ele é voltado para Android e custa R$9,90.

5 – Refaça provas de anos anteriores

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Essa é uma ótima maneira de ver os conteúdos aplicados na prática e avaliar seu rendimento. Por isso, cronometre seu tempo e realize as provas como se estivesse no dia efetivo do Enem.

6 – Aproveite a internet

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

No mundo virtual há uma série de ferramentas interessantes para adquirir conhecimento. Canais do YouTube, sites de cursos de idiomas – para melhorar o inglês ou espanhol -, museus virtuais para entender a história, enfim, os recursos são diversos e ajudam muito na hora de revisar conteúdo. Na página “Como estudar pela internet” nós discutimos especificamente essas questões.

7 – Troque ideias

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Se você for uma pessoa comunicativa, faça grupos de estudo com seus colegas. Mas atenção, prefira grupos pequenos, no máximo até cinco pessoas, para evitar que a conversa disperse para outros assuntos que não estudo. Também é interessante já ter feito uma leitura prévia do material a ser discutido no grupo. A função da reunião não é ser apresentado a um conteúdo, é tirar dúvidas e assimilar informação.

Confira Mais

Informar erro ou desatualização

Não encontrou o que queria ou identificou erros?

Comentários

Eventos em Destaque

  • Nacional
  • São Paulo e Interior de SP
Esta Agenda de Shows ainda não foi atualizada por nossa equipe.

Parceiros nacionais