História do Festival Rock in Rio

A música é uma das poucas coisas que o mundo inteiro gosta inegavelmente. Ela conquista corações e permite às pessoas terem voz e serem ouvidas. Pensando nisso, depois de anos da Ditadura Militar no Brasil, o produtor Roberto Medina decidiu em 1985 usar a música para colocar o Brasil no mapa do mundo.

Medina mudou o jeito que se faziam festivais musicais e usou toda a paixão do brasileiro, que havia sido censurada por tanto tempo, como combustível para realizar um dos maiores e mais icônicos shows da história. Uniu no bairro de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, atrações nacionais como Gilberto Gil, Rita Lee, Banda Paralamas do Sucesso e Banda Kid Abelha a sucessos estrangeiros como James Taylor, Ozzy Osbourne, Queen e Iron Maiden. Nascia assim o festival Rock In Rio.

O festival continuou no Rio de Janeiro por mais duas edições, sempre quebrando recordes de público. Em sua terceira encarnação, em 2001, começou a tomar uma posição mais ativa tratando de questões socioambientais e relativas à educação e cidadania. Foi um paço importante para consolidar o posicionamento da marca Rock In Rio.

Após o incrível sucesso no Brasil, o Rock In Rio foi à Europa em 2004 levar sua energia e mensagem de um mundo melhor ainda mais além. Lisboa montou sua própria Cidade do Rock e trouxe na programação atrações e bandas que eram ícones do momento musical da época como Foo Fighters e Black Eyed Peas, sem esquecer da participação do Brasil com Gilberto Gil e Sepultura. O evento ainda teve a presença de bandas portuguesas como “Xutos e Pontapés” e João Pedro Pais. O evento encaixou perfeitamente com o público luso e até hoje é realizado no velho continente em todo ano par.

Em 2008 houve pela primeira vez duas edições em um único ano. Com o já tradicional Rock In Rio Lisboa confirmado, a Espanha recebeu um presente: o Rock In Rio Madrid. Mais uma vez, o festival levou sua mensagem de consciência socioambiental às centenas de milhares de pessoas presentes e aos milhões que acompanharam a transmissão do Rock in Rio ao vivo em casa.

A mistura musical, que é uma marca do Rock In Rio, recebeu mais um ingrediente em Madrid com a presença inédita de DJs, como Tiësto, levando o público ao êxtase. O Rock In Rio Madrid ficou paralelo à edição de Lisboa, sendo realizado a cada 2 anos, com exceção de 2014 – quando apenas Lisboa recebeu o evento em comemoração aos 10 anos do Rock In Rio na cidade.

Após 10 longos anos longe da terra que o originou, o Rock In Rio voltou ao Rio de Janeiro. Com atrações e bandas de todo o planeta, os ingressos do evento esgotaram-se em apenas quatro dias e o festival quebrou seu recorde de audiência na transmissão ao vivo pelo Youtube. O evento teve momentos memoráveis como Stevie Wonder cantando Garota de Ipanema de Vinicius de Moraes e um “Stage Dive” incrível de Sid Wilson do Slipknot. O Rio de Janeiro voltou a receber o Rock in Rio em anos ímpares.

O Festival Rock in Rio 2015 terá edições no Brasil e em Las Vegas. Você poderá acompanhar todas as novidades aqui no portal Confira Mais.