Ressaca – Como Prevenir e Curar a Ressaca em 4 passos

Vinícius Brito - 18/04/2016 Atualizada - 20/09/2016 17h47

Confira nesta matéria especial do Confira Mais, 4 dicas para  curar a Ressaca após a curtição de um grande evento.

“Você pensa que cachaça é água?/ Cachaça não é água, não”. A marchinha de Carnaval Cachaça não é água, não (de autoria desconhecida) são como um mantra para os bebuns desavisados. Para quem bebe álcool como se fosse água (mais uma vez, “Cachaça vem do alambique/E água vem do ribeirão”), o resultado pode ser uma amarga ressaca.

Deixando a euforia do Carnaval de lado, a explicação para a ressaca consiste em uma resposta do corpo ao nível de intoxicação que o organismo tem de absorver após a bebida. Órgãos do corpo humano como o fígado passam a produzir mais enzimas para absorver o etanol do álcool e, apesar de não provocar dor, pode acarretar outros problemas: desidratação, mal-estar, tontura, sensibilidade nos olhos à luz, diarreia e vômito.

Pesquisadores afirmam que não há um remédio totalmente eficaz para sair da ressaca. Mas se você é o beberrão da vez ou quer ter cartas na manga para lidar com os efeitos da embriaguez, veja o que pode prevenir e amenizar a ressaca (corporal, não a moral).

Líquidos

É preciso entender que o organismo está tendo de se redobrar para eliminar as toxinas ingeridas – e muitas vezes é esse retrabalho que causa sintomas como a sede ou a desidratação. Portanto, se o paciente ingere algum tipo de líquido (não alcoólico), vai facilitar o trabalho do corpo na absorção do álcool.

No entanto, não é uma regra dizer que quem se hidrata evita a ressaca. Uma pesquisa realizada na Holanda com mais de 800 estudantes mostrou que, entre as pessoas que bebiam álcool e tomavam água, não há diferença significativa na gravidade da ressaca.

Remédio

Na farmácia, existem opções de antiácidos, anti-histamínicos e analgésicos, mas nenhuma das três drogas pode curar completamente a ressaca. O que o medicamento pode provocar é um alívio no mal-estar e agir diretamente em cada um dos sintomas (por exemplo, dor de cabeça e diarreia) do excesso de bebida no sangue.

Doce

O fígado armazena uma reserva molecular chamada de glicogênio, que é transformada em glicose e eliminada pela urina quando o indivíduo bebe álcool. Essa reserva é vital, sendo responsável nos seres humanos por fornecer energia. Doces são uma maneira de repor o açúcar e diminuir a ressaca, principalmente o doce natural das frutas, a frutose.

Alimentação

Se você pretende sair da ressaca, não é bom ficar de jejum. Especialistas afirmam que o melhor é procurar alimentos leves e que possam repor o líquido perdido pelo organismo. Uma dica é comer pera (sim!). Uma pesquisa da Organização de Pesquisas da Comunidade Científica e Industrial da Austrália mostrou que a fruta pode ser uma aliada para deter a ressaca. Os pesquisadores dizem que, ao tomar 220 ml de suco da pera-asiática, os efeitos da pós-bebedeira começam a ser retardados.

A eliminação total do álcool pelo organismo pode levar até 12 horas, dependendo da quantidade de bebida alcoólica tomada, do sexo, peso, metabolismo e da idade da pessoa.

Informar erro ou desatualização

Não encontrou o que queria ou identificou erros?

Comentários

Eventos em Destaque

  • Nacional
  • Porto Alegre e Interior do RS

Parceiros nacionais

Revista Mensch. Imagem: Divulgação.
Social Good Brasil
Seja um voluntário no Brasil