Sambódromo – História e Ingressos para 2016

Pablo Araújo - 22/09/2015 Atualizada - 13/12/2015 0h39

Desde o surgimento das escolas de samba em 1928, os desfiles(saiba +) aconteciam nas principais avenidas do Rio de Janeiro. Somete 50 anos depois, os desfiles passaram a acontecer na rua Marquês de Sapucaí.

Em 1983 Leonel Brizola, então governador do Rio, encomendou ao arquiteto Oscar Niemeyer o projeto de um local definitivo para os desfiles.

O local escolhido foi a própria Marquês de Sapucaí, que foi fechada para o tráfego e passou a ser usada exclusivamente para os desfiles. Batizado oficialmente de Passarela do Samba, o local, que futuramente passa a se chamar Passarela Professor Darcy Ribeiro em homenagem ao um antropólogo, escritor, educador, professor universitário, político, ex-ministro, e vice-governador do Estado do Rio de Janeiro na época da construção, foi inaugurado em 2 de março de 1984.

Confira abaixo o vídeo da tv Manchete sobre a construção do Sambódromo:

A construção do “Sambódromo” (nome popular pelo qual é conhecida a Passarela) no Rio desencadeou a realização de diversas obras semelhantes espalhadas por todo o Brasil. Foram apenas 120 dias de obras, que usaram técnicas de construção pré-moldada em concreto armado. A pista possui 700 metros de extensão por 13 de largura.

Durante todo o ano o Sambódromo fica aberto à visitação e pode-se aproveitar para visitar o Museu do Samba, localizado na Praça da Apoteose, sob o grande arco de concreto, marca registrada do arquiteto Oscar Niemeyer.

À partir de Dezembro, à noite nos finais de semana, é possível também acompanhar os ensaios das escolas de samba.

O Sambódromo é dividido em setores que são enumerados, os ímpares de um lado e os pares de outro. As numerações aumentam em direção ao final da Avenida do Samba.

Os setores são: Arquibancadas (não tem lugar marcado); Frisas (conjunto de seis cadeiras, porém os ingressos vendidos individualmente),  Frisas Especiais (conjunto de 12 assentos acolchoados e com mesa de apoio, sendo vendido também individualmente) ; Cadeiras individuais (econômicas e numeradas); Lounge Folia (uma área para 400 pessoas, sem assentos) ; Camarotes (melhor lugar para acompanhar o desfile, decorado individualmente e cobertos, climatizados, all inclusive). A capacidade de público do Sambódromo é de 75.518 espectadores no total.

Para conferir a programação do desfile, é possível reservar o ingresso com antecedência e os valores variam, de acordo com os setores e dias: entre R$ 179,00 e R$4.030,00. Crianças até cinco anos não entram no sambódromo e acima dessa idade pagam o valor inteiro. Só são disponibilizadas meia-entradas para estudante e idosos nas arquibancadas dos setores 12 e 13. Confira abaixo a lista com os preços dos ingressos de acordo com o local e a data:

Frisa Especial Coberta

Dias 05/02 e 06/02 – R$ 349,00

Dias 07/02 e 08/02 – R$2.077,00

 

Camarote Lounge Folia

Dias 05/02 e 06/02 – R$ 999,00

Dias 07/02 e 08/02 – R$4.030,00

 

Camarote

Dias 05/02 e 06/02 – R$ 999,00

Dias 07/02 e 08/02 – R$ 4.030,00

 

Frisas

Dias 05/02 e 06/02

Setor A (2 ao 11) – R$420,00

Setor B (2 ao 11) – R$ 210,00

Setor C/D (2 ao 11) – R$ 179,00

 

Dias 07/02 e 08/02

Setor A (2 ao 11) – R$2.340,00

Setor B (2 ao 11) – R$ 1.627,00

Setor C/D (2 ao 11) – R$ 1.474,00

 

Arquibancadas

Dias 07/02 e 08/02

Setor 2/3 – R$ 297,00

Setor 4/5 – R$ 351,00

Setor 6/7 – R$405,00

Setor 8 – R$432,00

Setor 9 – R$ 743,00

Setor 10/11 – R$297,00

 

Cadeiras Individuais

Dias 07/02 e 08/02 – R$ 270,00

 

Garanta seu ingresso no site www.rio-carnival.net .

Veja no vídeo abaixo o projeto de finalização do Samódromo, que concluiu a estrutura original 28 anos após sua idealização:

Confira Mais

Carnaval

Informar erro ou desatualização

Não encontrou o que queria ou identificou erros?

Comentários

Parceiros nacionais