Quadrilhas Juninas São João Campina Grande e PB

Bárbara Thamíres - 07/06/2017 Atualizada - 07/06/2017 23h47

Um dos principais destaques do São João de Campina Grande são as Quadrilhas Juninas, que anualmente animam e colorem a festa com novas músicas, danças e roupas.

As apresentações enchem os olhos do público e já se tornaram um símbolo da festa. Várias pessoas e grupos passam meses realizando os preparativos para o grande dia. O público é grande e muitos são visitantes de outras cidades.

Originária de danças realizadas no passado, a quadrilha junina também é conhecida como dança caipira e festa matura, e se popularizou principalmente no Nordeste. Mesmo sendo bastante típica da região, foi introduzida no país em 1820 no Rio de Janeiro, através da elite imperial.

As apresentações das quadrilhas durante a comemoração junina apresentam uma história que é contada através dos passos, da música escolhida e do figurino.

A beleza surpreende, mas os gastos com os preparativos são altos. Para quem não participa ou é envolvido no meio, os número podem assustar e surpreender. Os investimentos dos grupos que participam na Paraíba podem, segundo a Segundo a Associação de Quadrilhas Juninas de Campina Grande, ficar próximos a R$ 200 mil.

Engana-se quem pensa que o gasto está apenas relacionado com as roupas super trabalhadas. Atualmente, boa parte do valor também é destinada à atividades terceirizadas. Um exemplo é a contratação de profissionais responsáveis pelo som, bandas e grupos completos e o aluguel de diversos equipamentos eletrônicos.

As quadrilhas costumam ser formadas por grupos entre 150 e 200 pessoas, entre coreógrafos, dançarinos, agente, organizadores e outros profissionais. A preparação começa cedo, cerca de 10 meses antes do São João e boa parte inicia a etapa de ensaios no mês de setembro.

Confira aqui a programação das quadrilhas dentro dos polos do São João de Campina Grande.  Na fan page oficial também são divulgadas diariamente novidades: https://www.facebook.com/maiorsjdomundo/

Para 2017, as disputas foram iniciadas no início de junho. A primeira etapa do evento, onde são escolhidas três quadrilhas para participar do Campeonato Paraibano é realizada entre as regiões da paraíba, e esses locais são divididos em 8 zonas.

A segunda etapa classifica duas quadrilhas para seguir para o Campeonato Nordeste. Após, cada estado da região participa da competição com uma quadrilha.

As melhores quadrilhas da competição seguem para o Campeonato Brasileiro, e a grande final será realizada em no estado do Pará, em Belém.

O evento também é conhecido por bater recordes, em 2016 o São João de Campina Grande contou com a ‘maior quadrilha junina do mundo’, composta por 746 pares. Dona do título e do recorde desde 2013, o número foi atestado pelo Instituto Rank Brasil.

Confira Mais

CulturalSão João

Informar erro ou desatualização

Não encontrou o que queria ou identificou erros?

Comentários

Eventos em Destaque

  • Nacional
  • João Pessoa e Interior da PB

Parceiros nacionais

Revista Mensch. Imagem: Divulgação.
Social Good Brasil
Seja um voluntário no Brasil